Portugal com mais 30 mortes e 663 casos de Covid-19

CORONAVÍRUS | Já há 687 mortos e 19685 casos de covid-19 em Portugal, segundo dados divulgados pela Direção Geral de Saúde (DGS), este sábado, no boletim epidemiológico. »» Acompanhe EM DIRETO a Conferência de Imprensa

Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou este sábado a existência de 687 mortes e 19.685 casos de Covid-19 em Portugal.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 657 para 687, mais 30 – uma subida de 4,6% -, enquanto o número de infetados aumentou de 19.022 para 19.685, mais 663, o que representa um aumento de 3,5%.

O número de casos recuperados subiu de 519 para 610 – uma subida de 17,5%.

Há 1.253 doentes internados, menos 49 em relação a ontem. 228 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, mais seis do que na sexta-feira.

No Relatório de Situação divulgado este sábado, há, desde 1 de janeiro, um total de 162.711 casos suspeitos, dos quais 5.166 aguardam os resultados das análises e 137.860 testes que deram negativo.

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (393), seguida pelo Centro (157), pela região de Lisboa e Vale Tejo (124) e pelo Algarve, com nove vítimas mortais. O boletim regista ainda quatro óbitos nos Açores.

[atualizada]

EM DIRETO Conferência de Imprensa diária da Direção-Geral da Saúde
– Marta Temido, ministra da Saúde
– Graça Freitas, diretora Geral de Saúde

Posted by Direção-Geral da Saúde on Saturday, 18 April 2020

Marta Temido recordou que entre 21 de fevereiro e 16 de março o número médio de infeção de uma pessoa para outras foi de 2,08. Neste momento esse valor encontra-se abaixo de 1.

Marta Temido revelou que os dados permitem concluir que o pico de incidência de casos em Portugal ter-se-á situado entre 23 e 25 de março.

Ainda assim “estamos numa fase de preocupação” e “erradicar o coronavírus não parece possível a curto-médio prazo”, Marta Temido

“Temos de manter medidas adicionais de controlo de riscos (…) possibilidade de alternar períodos de maior contenção de movimentos, com períodos de maior alívio”, Marta Temido

Marta Temido garante estarem a ser tomados “todos os cuidados” e a ser “implementadas todas as medidas para os doentes não Covid-19 que precisem de utilizar o Serviço Nacional de Saúde”, acrescentando que “não há necessidade de os utentes terem receio” do SNS.

“Melhorar a vigilância epidemiológica é um dos principais objectivos, (…) estamos na altura de retomar a vida normal”, Graça Freitas


[atualizada]

Caracterização Demográfica dos Casos Confirmados:

Segundo o boletim epidemiológico, a distribuição dos casos faz-se da seguinte forma: a região Norte tem 393 mortos e 11762 casos; a região Centro contabiliza 157 mortes e 2863 casos; já na região de Lisboa e Vale do Tejo são 124 as mortes registadas e 4438 pessoas infetadas; a região do Alentejo continua sem registar mortes e conta com 158 casos; a região sul, do Algarve, contabiliza nove vítimas mortais e 306 casos de Covid-19. O boletim regista ainda quatro óbitos nos Açores e 104 casos positivos de infeção. Na Madeira não há registo de mortes, e o balanço deste sábado contabiliza 54 casos.

Porto 1040
Lisboa 1033

………

Alguns concelhos na região de Lisboa: Sintra 480 (+17); Cascais 286 (+6); Amadora 220 (0); Oeiras 191 (+5); Odivelas 158 (+4); Mafra 61 (+1).

[em atualização]