Imagem | Jornal EL País

Espanha voltou a registar uma subida do número de mortos devido à Covid-19, nas últimas 24 horas, com 757 novos óbitos.

O número total de mortes causadas pela pandemia ascende agora a 14555, enquanto o número de pessoas que foram infetadas pelo novo coronavírus é de 146690.

Há ainda registo de 48021 pessoas que estiveram infetadas e que já recuperaram.

Desde esta terça-feira que a Espanha voltou a assistir a uma subida do número de mortes diárias causadas pela Covid-19, depois de ter estado três dias consecutivos a registar uma descida de vítimas mortais – e, depois de já ter declarado que o pico do surto estaria ultrapassado.

Outros países:

Itália (10h48) | O Governo italiano declarou que os seus portos deixaram de ser seguros para o desembarque de migrantes resgatados no Mediterrâneo central devido à pandemia de coronavírus, que provocou mais de 16.000 mortos no país.

A Alemanha (06h10) registou 4.003 novos contágios de coronavírus (covid-19) nas últimas 24 horas, elevando o número total para os 103.228 casos, e contabilizou 254 mortos num dia, alcançando as 1.861 vítimas, de acordo com as autoridades sanitárias.
A Alemanha é o quinto país em termos de contágios, atrás dos Estados Unidos (396.223), Espanha (141.942), Itália (135.586) e França (110.065) e à frente da República Popular da China (82.718), de acordo com a instituição universitária norte-americana.

EUA (02h11) | Os Estados Unidos registaram esta terça-feira 1.939 mortes causadas pela covid-19 em 24 horas, o pior recorde mundial diário, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins. O número total de mortes desde o início do surto nos Estados Unidos é agora de mais de 12.700.
Os Estados Unidos também são, de longe, o país do mundo com o maior número de casos confirmados: cerca de 396.000 pessoas infetadas no país, de acordo com a universidade norte-americana, que atualiza continuamente os dados.

A China, sem contar com os territórios de Hong Kong e Macau, conta com 81.740 casos e regista 3.331 mortes. As autoridades chinesas anunciaram hoje 32 novos casos, todos oriundos do exterior, e pela primeira vez desde janeiro não reportou mortes.

Além de Itália, Espanha, Estados Unidos e China, os países mais afetados são França, com 10.328 mortos (78.167 casos), Reino Unido, 6.159 mortos (55.242 casos), Irão, com 3.603 mortos (58.226 casos), e Alemanha, com 1.607 mortes (99.225 casos).

[em atualização]