© Daniel ROLAND / AFP

Chama-se Dietmar Hopp é muito criticado na Alemanha, por ser o dono e o patrão do Hoffenheim, algo que muitos adeptos alemães não toleram, porque entendem que os clubes devem ser dos adeptos. Mas, o dirigente prepara-se para dar um grande passo na luta contra a pandemia de Covid-19.

Segundo o jornal ‘Der Spiegel‘ uma das empresas detidas por Dietmar Hopp está prestes a lançar uma vacina para combater o coronavírus e que deve ser distribuída nas zonas mais afetadas pelo vírus.

“Foi uma grande decisão por parte da gerência da empresa. A sua decisão de oferecer uma possível vacina a todo o mundo, deixa claro o caminho a percorrer frente a tal crise”, referiu o Ministro da Economia da Alemanha.

Numa altura em que Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, já veio dizer que quer ter a exclusividade da comercialização da vacina contra o coronavírus, Dietmar Hopp avisou o líder americano que não haverá qualquer negociação. “Se formos bem-sucedidos no desenvolvimento de uma vacina eficaz, ela deverá ajudar e proteger pessoas em todo o mundo”, disse Hopp num comunicado,

Hopp negou ainda rumores sobre uma eventual venda da vacina. Peter Altmaier, ministro alemão da Economia e Energia, já veio enaltecer a posição de Hopp, que fez questão de deixar um recado a Trump: “A Alemanha não está à venda.”


Sintra Notícias com Diário de Notícias
Fotografia: Diário de Notícias / © Daniel ROLAND / AFP