DIAP de Sintra investiga chefias e assessores da Câmara de Cascais

    Vários directores, chefes de divisão e assessores, uns ligados directamente ao município, outros a empresas municipais de Cascais, estão ser investigados pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Sintra.

    Tribunal de Sintra | Foto: Sintra Notícias

    A noticia avançada pelo site de notícias, Cascais24, cita fontes judiciais e revela que em causa estarão, entre outros, alegados crimes de peculato de uso.

    Filipa Rosado, Procuradora da 3ª Secção do Ministério Público de Sintra, encarregue de, pelo menos, dois inquéritos, terá mesmo remetido a 23 de janeiro formalmente pedidos de informação ao presidente do executivo, Carlos Carreiras, adianta o Cascais24.

    “Num dos inquéritos é solicitado pela magistrada que o município informe as funções exercidas e datas de nomeações de alguns dos suspeitos. No outro inquérito, a magistrada do Ministério Público pede ao município informações relativas a viaturas usadas por outros suspeitos, bem como o envio de documentos relativos a despesas com os veículos”, adianta o site de notícias de Cascais.

    Segundo a Cascais24, pela sua complexidade, o DIAP de Sintra poderá delegar na Unidade AntiCorrupção da Polícia Judiciária (PJ) “outras diligências que possam conduzir a meios probatórios”, disse, a Cascais24, a mesma fonte.


    Notícia completa em Cascais24