Homem bloqueia saída de comboio em protesto pelas supressões da CP

CP | Homem em protesto pelas frequentes supressões de composições, sobretudo em hora de ponta.

Linha de Sintra | Foto: Sónia Caetano

Houve atrasos esta terça-feira, na circulação de comboios na Linha de Sintra. Desta vez foi um homem, que impediu a saída de um comboio da CP, na Estação de Rio de Mouro, em protesto pelas frequentes supressões de composições.

A situação foi relatada, ao Jornal Correio de Sintra, por Sónia Caetano, utilizadora habitual do comboio, que confirmou a supressão do comboio das 07h55, seguindo-se uma “espera de 20 minutos” pela composição seguinte, das 08h05, mas que chegou atrasada: “A esta hora os comboios vão à pinha”, desabafou.

Conta o Correio de Sintra que já na estação da Amadora, “este homem, decidiu bloquear o fecho das portas, impedindo que o comboio seguisse”, situação que obrigou à presença da polícia, como mostra a fotografia.

Foram muitos os populares que se juntaram em defesa e no apoio do homem, chamando a atenção das autoridades e a quem de direito, para um problema de todos os dias.

“Havia pessoas a questionar-se se aquilo era a forma certa de fazer as coisas, mas a verdade é que já muita gente reclamou das supressões através dos meios ‘certos’ e somos constantemente ignoradas”, desabafou Sónia Caetano, ao Correio de Sintra.

O homem acabou por ser identificado pelas autoridades no local e o comboio seguiu viagem com cerca de 30 minutos de atraso.

  • Sintra Notícias com Correio de Sintra
  • Fotos: Sónia Caetano / Correio de Sintra
  • Notícia corrigida