Tolentino Mendonça recebeu as insígnias de cardeal

Tolentino Mendonça já é cardeal

Tolentino Mendonça recebeu as insígnias de cardeal | Imagem: RTP

O madeirense Tolentino Mendonça recebeu as insígnias de cardeal, tornando-se assim no sexto cardeal português deste século e no 46.º da História.

A cerimónia de nomeação decorreu este sábado, no Vaticano e foi presidida pelo Papa Francisco, na qual se destaca o juramento de fidelidade e obediência ao chefe da Igreja Católica.

Este que é o sexto consistório ordinário público do pontificado de Francisco começou às 16h00 locais (menos uma hora em Lisboa), com uma saudação dos novos cardeais ao Papa, seguindo-se uma oração e a leitura do Evangelho.

Meia hora depois de ter começado, Tolentino Mendonça, que é o responsável pelo Arquivo Secreto e Biblioteca Apostólica do Vaticano, foi nomeado cardeal. Foi o segundo de uma lista de 10 cardeais eleitores a ser criado cardeal.

Tolentino Mendonça, a quem foi atribuída a igreja de São Jerónimo da Caridade, em Roma, passará a usar agora as habituais vestes, cuja cor vermelha distingue os cardeais. Outros três símbolos, além do solidéu vermelho e da cruz peitoral, distinguem um cardeal e que são entregues pelo Papa: o barrete vermelho, o anel e a bula.

  • Imagem: RTP