Prisão preventiva por violência doméstica na Amadora

Os militares do NIAVE procederam à detenção do indivíduo, através do cumprimento de um mandado de detenção.

Violência Doméstica

O Comando Territorial de Lisboa da GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Especificas (NIAVE), deteve no dia 17 de maio, um homem de 49 anos, pelo crime de violência doméstica, no concelho da Amadora.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, a GNR apurou que o suspeito, durante 17 anos, “agrediu física e psicologicamente a sua esposa”, com 35 anos, “muitas vezes na presença dos cinco filhos menores”, adianta em comunicado a força militar.

Os militares do NIAVE procederam à detenção do indivíduo, através do cumprimento de um mandado de detenção.

O detido, com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime e pelo crime de ofensa à integridade física, foi presente ao Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Oeste – Sintra, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva, tendo sido conduzido ao Estabelecimento Prisional de Caxias.