PSP obrigada a disparar balas de borracha na Damaia

Em causa estava o barulho "excessivo" de uma festa, na via pública, na Estrada Militar da Damaia, na Amadora

A Polícia de Segurança Pública (PSP) teve de intervir, na madrugada desta sexta-feira, para dar resposta a várias reclamações que tinham chegado à esquadra da área. Em causa estava o barulho “excessivo” de uma festa, na via pública, na Estrada Militar da Damaia, na Amadora.

Em comunicado a PSP explica que os moradores se queixavam do ruído proveniente de um café ali existente, local onde se celebrava uma festa com música alta e fogo de artifício.

A polícia foi chamada para repôr a ordem, mas houve arremesso de objetos contra os agentes, nomeadamente garrafas de vidro e pedras. Em resposta, a PSP teve de recorrer ao disparo de “balas de borracha para fazer dispersar a multidão e repor a ordem no local”.

Na sequência dos acontecimentos, um polícia teve necessidade de ser transportado a uma unidade hospitalar para receber tratamento.

Deu também entrada no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, um homem, com 27 anos de idade, que esclareceu que havia sido atingido com um bago de borracha disparado pelas forças de segurança quando se encontrava numa festa na Estrada Militar da Damaia.