Esquadra da PSP de Agualva “caótica” pode tornar-se “desastrosa”

As instalações não respondem à dinâmica e inúmeras solicitações de todos os dias e um novo espaço de funcionamento urge encontrar para PSP na cidade de Agualva-Cacém

A mulher confessou à PSP que aceitou um transporte de droga, mas arrependeu-se, o que levou os agressores à sua casa | Imagem: arquivo

Falta de efetivos e com apenas uma viatura a funcionar para garantir a segurança publica, são problemas crónicos da esquadra da PSP de Agualva-Cacém, no concelho de Sintra. Uma situação “caótica” que se pode tornar “desastrosa” se não forem tomadas medidas e decisões no decorrer do próximo ano, alerta Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP).

Recentemente e no âmbito de uma visita à freguesia do Cacém e São Marcos, Basílio Horta, presidente da Câmara Municipal de Sintra, visitou demoradamente as instalações da PSP, que funciona num edifício de cariz habitacional, com espaços exíguos e inadequados à função e que obrigam à criação de situações de improviso, que não dignificam e prestigiam o funcionamento da esquadra da PSP de Agualva-Cacém.

Não existe, por exemplo, um espaço de apoio ao balneário o que significa que os cacifos para a mudança de roupa, está disperso por vários locais. A ligação entre os dois espaços, obriga percorrer uma zona onde a água da chuva passa e há infiltrações e humidade por algumas das paredes.

Basílio Horta, visitou em outubro a Esquadra de Casal de Cambra da PSP, que na ocasião não disponha de qualquer veiculo motorizado para as tarefas do dia a dia. A autarquia já disponibilizou veículos, mas a administração Central, ainda não respondeu!

Pouco vale a disponibilidade e boa vontade da autarquia e da sociedade civil, em ajudar a resolver o(s)  problema(s), por constrangimento ou impedimento de lei, – constatou a Câmara de Sintra e Juntas de Freguesia da Cidade de Agualva-Cacém, durante a visita.

Aliás, exemplo recente, é o protocolo, da autarquia com o ministério da Administração Interna, que prevê que o município invista na aquisição de 12 novas viaturas para a PSP e para a GNR.

Num investimento de 276 mil euros, a autarquia pretende equipar cada esquadra da PSP com uma nova viatura para patrulhamento. Já a GNR será equipada com 4 novas viaturas. O município garante ainda a manutenção dos veículos durante os próximos seis anos. O documento aguarda há meses  por uma resposta do governo, que ainda não se pronunciou.

Recorde-se, que em setembro deste ano a esquadra da PSP de Agualva-Cacém, esteve uma semana sem viaturas policiais, conforme denunciou na ocasião a Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP), que em declarações ao Jornal de Notícias, fez saber que a não existir um reforço já em 2019, a situação, que é “caótica”, pode tornar-se “desastrosa”.

Entretanto esta terça-feira, 4 de dezembro, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, entre outra entidades, está presente numa cerimónia que terá lugar no Largo da Vitória, junto ao Mosteiro da Batalha, onde vão ser entregues à Guarda Nacional Republicana 47 viaturas tipo pick up, que se destinam ao Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA).