Agente da PSP de Casal de Cambra desarmado por chefe e colegas

Por discordar o agente da PSP formalizou uma queixa no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Loures

PSP de Casal de Cambra | Imagem: Google Maps

Um agente da PSP de Casal de Cambra, no concelho de Sintra, formalizou uma queixa no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Loures, na qual acusa o respetivo comandante e dois colegas de lhe terem entrado em casa e levarem a arma de serviço, no momento em que estava internado num hospital a receber tratamento.

Segundo apurou o Jornal Correio da Manhã (CM), “o agente em causa é conhecido pelos problemas psicológicos que vinha manifestando há várias semanas. Por isso, foi decidido, internamente, no dispositivo da PSP, submetê-lo a uma medida cautelar de desarmamento”.

Contudo, acrescenta o CM, esta decisão, “nunca terá contado com a concordância do agente da esquadra de Casal de Cambra”, motivo que explica a queixa do agente no DIAP de Loures, que “pede procedimento criminal contra os visados na queixa, pelos crimes de violação de domicílio e danos”.