Morreu uma das vítimas na derrocada de falésia na praia da Ursa

PRAIA DA URSA | A vítima masculina, que acabou por morrer, encontrava-se em estado mais grave, estava inconsciente e em paragem cardiorrespiratória.

Falésia, freguesia de Colares | Foto: Sintra Notícias - arquivo

A derrocada de uma falésia na praia da Ursa, em Almoçageme, na freguesia de Colares, no concelho de Sintra, causou esta manhã, “dois feridos”, um dos quais, com gravidade, vindo a falecer.

O porta-voz da Autoridade Marítima, o Comandante Pereira da Fonseca, explicou em declarações à SIC Notícias que “algumas pedras se soltaram e acabaram por atingir duas pessoas que se encontravam no local”, num acampamento, confirmando a existência de uma vítima mortal.

A vítima masculina, com 23 anos de nacionalidade brasileira, encontrava-se em estado mais grave, estava inconsciente e em paragem cardiorrespiratória, adiantou o porta-voz. Quanto à mulher, com 18 anos e de nacionalidade alemã, apresenta “alguns traumatismos”.

Recorde-se, um grupo, constituído por cinco pessoas, encontrava-se a acampar no sopé da arriba. Os outros três elementos do grupo não sofreram quaisquer ferimentos e estão a receber apoio psicológico.

No local encontram-se uma equipa de resgate em grande ângulo dos Bombeiros Voluntários de Almoçageme, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e o Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra.

Por se tratar de uma zona de difícil acesso, o resgate das vítimas será feito por via aérea, tendo sido acionado um meio aéreo de resgate e salvamento da Força Aérea Portuguesa.

O alerta foi dado às 9h50 desta quinta-feira.

(Última atualização: 12h14)