Curta ‘Onde foi a Minha Sorte’ de Pedro Gonçalves vence festival Córtex em Sintra

7ª edição do Córtex – Festival de Curtas-Metragens de Sintra

Curta 'Onde foi a Minha Sorte' de Pedro Gonçalves vence festival Córtex

O filme ‘Onde foi a Minha Sorte’, de Pedro Gonçalves, é o vencedor da edição de 2017 do Córtex – Festival de Curtas-Metragens de Sintra na categoria de Competição Nacional, anunciou a organização.

ONDE FOI A MINHA SORTE?
PEDRO GONÇALVES | PORTUGAL | DRAMA | 10’ | 2016
Francisco, um rapaz de 6 anos, joga uma partida de futebol na escola, com os seus ténis da sorte. Acabado o jogo, o rapaz esconde-se num recanto a tratar das feridas nos pés. Uma rapariga interroga-o sobre o acontecimento e ele diz que tem de tratar das feridas sozinho com medo que a mãe deite os seus ténis fora. Em casa, a mãe Lúcia joga dominó com o seu namorado, que o lho desconhece. Francisco descobre os rastos do jogo da mãe e confronta-a. Mais tarde adormece e a mãe encontra as suas feridas. No dia seguinte Francisco vê que a mãe deitou fora os seus ténis e esta decide apresentar-lhe o namorado, quando o vai buscar à escola.

“Começar a fazer filmes tem a ver com viver medos e aprender a ser certeiro, mesmo quando não se sabe nada do que aí vem. Este filme é isso: a força do começo. A criança, a ferida escondida, a energia no chuto bola. Esta força do começo trás-nos a nós a alegria de descobrir imaginações jovens que têm a seriedade de assumir que querem filmar”, afirma em comunicado o júri formado por Anabela Moreira, Cíntia Gil, Cláudia Varejão, Leonor Silveira e Vasco Viana.

Na Competição Internacional, o Prémio de Melhor Curta foi atribuído a “Nach dem Spiel” (After Play), filme alemão realizado por Aline Chukwuedo.

O júri considerou ter encontrado “em sete minutos uma temporalidade deusa, uma construção poética extremamente sensível à solidão, à mentira. Um filme de grande simplicidade e inteligência na apropriação de recursos surpreendentes”. Foi ainda atribuído ao filme sul-coreano “The Chicken of Wuzuh”, de Sungbin Byun, uma menção honrosa.

Nesta edição do Córtex também o público teve a possibilidade de votar, tendo elegido o filme português “Campo de Víboras”, de Cristèle Alves Meira.

Na secção Mini-Córtex, filmes destinados ao público infantil, foi premiado a curta de animação norte-americana “True Colors” da realizadora Nicole Morconiec.

Prémio do Júri

Competição Nacional: “Onde foi a Minha Sorte”, de Pedro Gonçalves
Competição Internacional: “Nach dem Spiel” (After Play), de Aline Chukwuedo
Menção Honrosa: “The Chicken of Wuzuh”, de Sungbin Byun

Prémio do Público: “Campo de Víboras”, de Cristèle Alves Meira
Prémio Mini-Córtex: “True Colors”, de Nicole Morconiec.

[atualizada 22:03]