Paredão de Cascais fechado devido à agitação marítima

Polícia Marítima de Cascais

Agitação marítima

A circulação no paredão de Cascais, entre a praia da Azarujinha e a praia das Moitas, está hoje à tarde interditada “por precaução” devido à forte ondulação, disse à Lusa o comandante da Polícia Marítima de Cascais, Mário Domingues.

De acordo com o responsável, que falava perto das 17:30, a interdição será mantida até verificação de melhoras atmosféricas.

“O pico da maré alta é às 18:04, por isso optámos por encerrar o paredão por precaução, para garantir a segurança das pessoas e assim irá continuar até que a situação melhore”, afirmou Mário Domingues.

Segundo o comandante, também o parque de estacionamento da Boca do Inferno está fechado pelos mesmos motivos.

Mário Domingues assegurou que as autoridades marítimas estão a fazer vigilância em toda a costa do Estoril (distrito de Lisboa) e aconselhou as pessoas a não frequentarem espaços junto ao mar.

Na área desta capitania, mantêm-se também as restrições de acesso de embarcações à Baía de Cascais e ao Porto da Ericeira, em Mafra.

Doze barras marítimas do continente português estão hoje à tarde fechadas a toda a navegação, de acordo com o portal da Marinha e fontes deste organismo.

Segundo uma atualização feita às 16:56 no ‘site’, estão encerradas as barras de Caminha, Viana do Castelo, Vila Praia de Âncora, Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Douro, Aveiro, Figueira da Foz, São Martinho do Porto e Peniche.

Entretanto, pouco depois das 17:00, o comandante do Porto da Nazaré, Lourenço Gorricho, informou que também esta barra foi encerrada, porque a ondulação estava já a passar o molhe.

A previsão de agitação marítima levou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) a colocar sob aviso vermelho, a partir do meio da tarde e até às 24:00, sete distritos do litoral — Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa.

No país há ainda vários avisos laranja e amarelos em vários distritos e algumas zonas das regiões autónomas, devido a agitação marítima, vento e chuva.

Apenas os distritos de Santarém e Évora não estão sob qualquer aviso meteorológico.