Rio de Mouro Velhos
Vão avançar obras de requalificação da centralidade de Rio de Mouro Velho

Vão avançar as obras de requalificação da centralidade de Rio de Mouro Velho, num investimento da autarquia de 1,7 milhões de euros, com 316 mil euros a cargo dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra).

À semelhança do que aconteceu em Paiões (Rio de Mouro), na Avenida D. Nuno Álvares Pereira e no espaço envolvente ao antigo Mercado de Fanares (Mem Martins), a intervenção visa a requalificação do espaço público, nomeadamente com a melhoria das condições de circulação pedonal, a beneficiação das infraestruturas e pavimentos, para além da valorização do carácter rural da zona.

Os trabalhos da responsabilidade dos SMAS de Sintra vão contemplar a remodelação das redes de abastecimento de água e de drenagem de águas residuais domésticas, bem como a reformulação dos pontos de recolha de resíduos urbanos.

A requalificação da centralidade de Rio de Mouro Velho vai abranger uma área de 12 294,80 m2, em torno do Largo Primeiro de Dezembro, que será alvo de uma intervenção com alargamento e criação de passeios e aumento da praça existente, incluindo um novo espaço de estadia pública.

A empreitada compreenderá, ainda, o reperfilamento das ruas Joaquim Correia de Freitas e José Cupertino Ribeiro, com parte destas ruas a passar a dispor de sentido único, funcionando em círculo com a Rua Elias Garcia (Estrada da Mata). Será reperfilada ainda a Rua Professora Maria de Lurdes Carvalho Faria, com relocalização do parqueamento existente e criação de 29 novos lugares de estacionamento, nas imediações da Praceta Quinta do Espírito Santo.

Com um prazo de execução de 20 meses, a empreitada de requalificação da centralidade de Rio de Mouro Velho avançará em articulação entre a Câmara Municipal e os SMAS de Sintra, para minimizar os incómodos resultantes dos trabalhos, à semelhança do que aconteceu em Paiões (Rio de Mouro), na Avenida D. Nuno Álvares Pereira (Agualva) e na área envolvente ao antigo Mercado de Fanares (Algueirão-Mem Martins).

A intervenção a realizar pelo Município de Sintra insere-se no âmbito da delimitação da Área de Reabilitação Urbana (ARU) de Rio de Mouro Velho.

Recorde-se que, também inserida na ARU de Rio de Mouro Velho, está em curso a requalificação da centralidade de Covas, numa empreitada que ascende a cerca de 750 mil euros. A intervenção visa a melhoria do espaço público, com a renovação das infraestruturas de abastecimento de água e de drenagem de águas residuais domésticas, por parte dos SMAS de Sintra, a implicar um investimento de 315 mil euros.

Também em Covas, o Município de Sintra pretende reforçar “as características singulares” de uma aldeia rural. O projeto de execução define o objetivo da “criação de condições de espaço público para que se volte a estabelecer o espírito de vizinhança entre os moradores, privilegiando-se a circulação pedonal e outros modos de circulação suave”, a par da implementação de equipamentos que possibilitem o convívio e o lazer da população.