PS assume pelouros na Câmara de Oeiras

Câmara Municipal de Oeiras

O PS vai assumir pelouros no executivo municipal de Oeiras depois de quase um ano de mandato autárquico, informou hoje a câmara em comunicado.

Os socialistas confirmaram a informação através da página da concelhia na rede social Facebook e indicaram que Filipa Laborinho vai ser a vereadora responsável pelas pastas da Sustentabilidade, Ação climática, Igualdade e Descentralização de competências do Governo para a autarquia.

“Esta é uma proposta que incita o PS a assumir como sua responsabilidade áreas de governação pelas quais tem lutado incessantemente ao longo de vários mandatos”, escreveu a estrutura partidária, prometendo ao mesmo tempo continuar a ser “uma oposição construtiva em todos os órgãos autárquicos”.

Fernando Curto e Bruno Magro, cabeça de lista e candidato número 2 do PS nas eleições autárquicas em 2021 no concelho, respetivamente, suspendem os mandatos, dando o cargo de vereadora a tempo inteiro àquela que foi a terceira na lista, como explica um despacho da câmara partilhado pela coligação “Evoluir Oeiras” (BE, Livre e Volt) no Twitter.

No comunicado do município, que faz parte do distrito de Lisboa, o presidente da autarquia, Isaltino Morais, referiu que no início do mandato se mostrou disponível para dar pelouros aos vereadores da oposição “caso assim desejassem”.

Embora o movimento autárquico que lidera tenha “uma maioria alargada, que lhe permite dispensar os vereadores das outras forças políticas para aprovar as suas propostas”, o independente acredita que o mandato “sai enriquecido com o contributo dos vereadores da oposição e com as suas propostas”.

“Nas últimas semanas o Partido Socialista informou pretender assumir responsabilidades na Câmara Municipal”, referiu.

O PSD decidiu aceitar pelouros em janeiro deste ano, o que levou o rosto do partido nas eleições em Oeiras, Alexandre Poço, a suspender o mandato de vereador por não concordar com a decisão da concelhia.

Atualmente, Susana Duarte é a vereadora do PSD na câmara, sendo a responsável pelas pastas de Feiras e mercados, Cemitérios e Atividades económicas do município.

A única vereadora sem pelouros passa a ser Carla Castelo, independente/não militante eleita pela coligação “Evoluir Oeiras”.
Numa mensagem publicada na segunda-feira na rede social Twitter, Carla Castelo assumiu “muita honra” em representar a oposição e recusou aceitar pelouros num executivo de Isaltino Morais por não se rever “nas suas políticas nem na sua forma de fazer política”.

Nas eleições autárquicas de 2021, o movimento independente “Isaltino – Inovar Oeiras” venceu com maioria absoluta (50,9% dos votos) e conseguiu oito de 11 lugares no executivo, enquanto PS, PSD e Bloco elegeram um vereador cada.