Morreu o padre Vítor Feytor Pinto

Morreu o padre, Victor Feytor Pinto | Agência ECCLESIA/PR

O padre Vítor Feytor-Pinto, antigo responsável pela Comissão Nacional da Pastoral da Saúde, morreu hoje, aos 89 anos, disse à agência Lusa fonte do Patriarcado de Lisboa.

O padre Feytor-Pinto “foi sempre um inovador para o seu tempo” e “rasgou horizontes”, ao fazer a transformação “da pastoral do doente para a pastoral da Saúde”, disse à agência Lusa o atual responsável pela Pastoral da Saúde em Portugal.

“Estava já muito fragilizado” pelos problemas de saúde, “mas deu um exemplo, vivendo o seu sofrimento com otimismo”. acrescentou o padre José Manuel Pereira de Almeida, destacando também a grande experiência que Feytor-Pinto “adquiriu como capelão hospitalar”.

O padre Vítor Feytor-Pinto, antigo responsável pela Comissão Nacional da Pastoral da Saúde, morreu hoje, aos 89 anos, disse à agência Lusa fonte do Patriarcado de Lisboa.

A informação de que o padre Feytor-Pinto morreu no hospital, em Lisboa, para onde foi transportado na terça-feira, foi avançada pela Rádio Renascença.

O padre Feytor-Pinto foi, responsável pela paróquia de Campo Grande, no Patriarcado de Lisboa, e coordenou, durante vários anos, a Pastoral da Saúde em Portugal.

Foi Assistente Nacional e Diocesano da Associação Católica de Enfermeiros e Profissionais de Saúde (ACEPS), Assistente Diocesano dos Médicos Católicos e Assistente Diocesano da Associação Mundial da Federação dos Médicos Católicos (AMCP), para além de ter sido fundador do Movimento de Defesa da Vida, em Lisboa.

Fotografia: Agência ECCLESIA/PR