Sintra aprova fundo para apoiar pagamento de propinas

    A Câmara de Sintra aprovou esta terça-feira um fundo de apoio social, no valor de um milhão de euros, para apoiar o pagamento das propinas de alunos de agregados familiares com menos recursos.

    “O principal objetivo deste fundo, que julgo que é inédito, e se destina às famílias e a indivíduos singulares, é que a pandemia não acabe com a vida académica das famílias com menos recursos. A pandemia afetou muito a nossa vida e planos, mas é preciso que não nos impeça de realizar os nossos sonhos”, disse o presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta.

    O novo pacote de apoio no âmbito da pandemia de covid-19 foi aprovado em reunião do executivo. Anteriormente, a Câmara de Sintra já tinha aprovado apoios para os empresários do concelho e para os desempregados.

    O novo fundo, destinado a apoiar o pagamento das propinas do ensino superior de alunos de agregados familiares com a residência principal no município de Sintra, tem a dotação máxima de um milhão de euros.

    O apoio é dirigido a alunos que frequentem, em estabelecimentos de ensino superior, públicos ou privados, o primeiro ciclo de uma licenciatura.

    Outro dos requisitos para requerer este apoio, cujas candidaturas arrancam na quarta-feira, diz respeito ao rendimento global do agregado familiar, que no ano fiscal de 2019 terá de ter sido igual ou inferior a 18.620 euros.

    O apoio será concretizado por referência às propinas respeitantes ao ano letivo de 2020-2021, no montante máximo de 697 euros por aluno.

    As candidaturas decorrem até 31 de maio, mediante condições de atribuição. O formulário de candidatura pode ser preenchido no website da autarquia ou nos Gabinetes de Apoio ao Munícipe, neste caso mediante marcação prévia.


    Sintra Notícias com Lusa
    Fotografia: Sintra Notícias