Adjudicada empreitada para Unidade de Saúde Familiar de Belas

    A Câmara Municipal de Sintra aprovou, em reunião de executivo, a adjudicação para a empreitada da Unidade de Saúde Familiar de Belas, na antiga Escola de Belas, num investimento por parte da autarquia de 1 milhão e 88 mil euros.

    Centro de Saúde de Belas vai funcionar nas antigas instalações da Escola Primária | Foto: arquivo

    A empreitada de ampliação da antiga Escola Primária de Belas, edifício que se encontra encerrado e sem funcionalidade, será sujeito a obras de remodelação, adaptação e ampliação, num prazo de 420 dias, para a instalação da Unidade de Saúde Familiar de Belas.

    Recorde-se, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e o município de Sintra assinaram o protocolo para instalação de uma unidade de saúde em Belas, numa cerimónia presidida pela Ministra da Saúde, Marta Temido, há cerca de dois anos.

    O documento estabelece que o município de Sintra irá proceder a obras de adaptação da antiga escola pública de Belas, adequando o edifício à prestação de cuidados de saúde.

    “Este protocolo é mais um exemplo da estreita colaboração entre a Saúde e o Poder Local, permitindo reforçar a aposta em Cuidados de Saúde Primários de qualidade e em proximidade com as populações, disponíveis em instalações adequadas às necessidades de utentes e profissionais”, disse na ocasião, Luís Pisco, presidente da ARSLVT.

    O protocolo foi assinado por Luís Pisco, Presidente da ARSLVT, e Basílio Horta, Presidente da Câmara Municipal de Sintra, na Quinta Mont Fleuri, em Sintra, numa cerimónia presidida pela Ministra da Saúde, Marta Temido.

    Para Basílio Horta, presidente da autarquia, “a Câmara de Sintra tem seguido uma estratégia global, de grande esforço financeiro e de grande determinação para recuperar as décadas perdidas no setor da saúde, mas é um esforço fundamental para todos os que vivem e trabalham em Sintra”.

    De salientar que a Câmara Municipal de Sintra desenvolve um programa na área da saúde, cujo investimento abrange a construção de cinco novos centros de saúde: Queluz, Agualva, Sintra e Almargem do Bispo, que já estão em funcionamento, Algueirão-Mem Martins que será inaugurado em breve e a construção do novo Hospital de Proximidade de Sintra, cujo concurso público está a decorrer.

    De referir que Câmara de Sintra aprovou também a adjudicação da empreitada de ampliação da Unidade de Saúde de Colares, num investimento por parte da autarquia de 194 mil euros.