Os filmes A ver o mar, de Ana Oliveira e André Puertas, e “That summer without a home”, de Santiago Reale, venceram no sábado o Córtex – Festival de Curtas-metragens de Sintra, revelou a organização.

A cerimónia de encerramento do nono festival no Centro Olga Cadaval, em Sintra, o público atribuíu o prémio de melhor curta nacional ao documentário “A ver o mar”, de Ana Oliveira e André Puertas.

That Summer Without a Home, do realizador argentino Santiago Reale foi galardoado com o Prémio de Melhor Filme na Competição Internacional. O júri, composto por Cristian Rodríguez e Ana Isabel Strindberg, atribuiu este prémio “pelo modo complexo como traduz os elos mais simples da amizade e do amor”. Extraction, realizado por Kateřina Hroníková, recebeu uma Menção Honrosa nesta categoria.

Extraction, realizado por Kateřina Hroníková, recebeu uma Menção Honrosa nesta categoria.

Das 11 curtas que integravam a nova secção do Festival, a Competição Nacional de Estreias, o filme Janela do Coletivo Left Hand Rotation recebeu o Prémio de Melhor Curta, “pela maneira como, dentro de um registo documental são criadas narrativas abertas, acessíveis a diferentes interpretações”, afirmaram Carlos Natálio, Simão Cayatte e Patrick Mendes, os jurados desta competição. 

Billy The Kid, de César Santos, foi premiado com uma Menção Honrosa.

No Mini-Córtex, os alunos das escolas de Sintra e Lisboa elegeram Moody Booty, de Kathrin Kuhnert para Melhor Filme desta secção.

Este ano, o Córtex ficou marcado por uma retrospetiva do cinema do realizador e artista visual português Gabriel Abrantes, com 15 filmes, que abrangem uma década de trabalho com a imagem em cinema.

Refira-se, os filmes premiados nesta 9.ª edição do Córtex podem ser vistos, no dia 10 de abril, às 22h00, no Cinema Ideal, em Lisboa.

O Festival continua até ao dia 10 de abril, no Cinema Ideal, com sessões às 18h15 e às 22h00.

PALMARÉS CÓRTEX 2019: 

Competição Internacional
Melhor Filme: That Summer Without a Home (Aquel Verano sin Hogar), de Santiago Reale, Argentina, 2018, 9′, DOC
Menção Honrosa: Extraction (Extrakce), Kateřina Hroníková, Eslováquia, 2018, 7′ DOC 

Competição Nacional
Prémio do Público: A Ver o Mar, de Ana Oliveira e André Puertas, Portugal, 2017, 25′ 

Competição Nacional de Estreias
Melhor Filme: Janela, Coletivo Left Hand Rotation, Portugal, Espanha, 2018, 21′, DOC, EXP
Menção Honrosa: Billy The Kid, César Santos, Portugal, 2018, 5′, FIC 

Competição Mini-Córtex
Prémio Mini-Córtex: Moody Booty (A Dança do Rabiosque), de Kathrin Kuhnert, Alemanha, 2017, 3´ ANI