“Enfermeiro” é a “Palavra do Ano” de 2018 com 37,8% dos votos validados

    Da lista de dez palavras colocadas à votação durante o mês de dezembro, surge em segundo lugar o vocábulo "professor" e em terceiro, ficou "toupeira"

    A “Palavra do Ano” de 2018 é “enfermeiro”, que alcançou 37,8% dos 226 mil votos validados, foi hoje anunciado pela Porto Editora, numa sessão na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto.

    Uma “votação recorde”, disse à agência Lusa Paulo Rebelo Gonçalves, da Porto Editora, que promove a iniciativa que completa este ano uma década.

    Da lista de dez palavras colocadas à votação durante o mês de dezembro, em www.palavradoano.pt, em segundo lugar ficou o vocábulo “professor”, com 33,4%.

    No terceiro lugar, ficou “toupeira” com 10,6%, no quarto posto “privacidade” (3,1%) e, a meio da tabela, no 5.º, ficou “assédio” (2,9%).

    Na segunda parte da tabela ficaram “populismo”, com 2,8%, “extremismo”, com 2,6%, “paiol” com 2,5%, “sexismo” (2,3%) e, em último, “especulação” (2%).

    Quanto às palavras que têm sido eleitas e às candidatas, Paulo Rebelo Gonçalves disse que têm permitido “um retrato sociológico do país na última década”.