Polícia Judiciária investiga hipótese de fogo posto em Sintra

    A brigada de incêndios da PJ encontra-se no Parque Natural de Sintra-Cascais. Terá sido acionada pelas primeiras entidades que chegaram ao local para averiguar a hipótese de mão criminosa

    Serra de Sintra | Foto: Sintra Notícias

    A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar o incêndio que deflagrou na noite de sábado em Sintra e que deflagrou depois ao concelho de Cascais, confirmou fonte da PJ ao Observador. “A Polícia Judiciária foi ativada e está a investigar”, disse a mesma fonte.

    A PJ terá sido acionada pelas primeiras entidades que chegaram para o combate ao fogo. A brigada de incêndios da PJ de Lisboa e Vale do Tejo encontra-se no local para “confirmar se existe a possibilidade de se tratar de um fogo doloso“, isto é, fogo posto, adiantou a mesma fonte. Não foram, até ao momento, efetuadas detenções.

    A investigação a este incêndio — como a qualquer outro — é dificultada pelo próprio fenómeno. Além de não permitirem que a PJ atue de imediato, as chamas podem também destruir provas essenciais à investigação. Só depois de extinto — o incêndio foi dominado ao final desta manhã de domingo — é que os elementos da PJ podem avançar com as diligências.

    Um dos primeiros objetivos será perceber onde e como começou o incêndio.

    Notícia no Observador