Professor sova a mãe de 83 anos

Já tinha sido condenado a 2 anos, pena suspensa, por caso igual

Agressões ocorrem há 11 anos e o homem está agora preso | Imagem: CM

Há 11 anos que suporta os maus-tratos do filho Vítor, um professor primário de 48 anos com quem vive em Agualva-Cacém, Sintra. As agressões sucedem-se, e à mulher, de 83 anos, apenas acodem os vizinhos e uma filha, que chamam a PSP. No ano passado, foi condenado a dois anos de pena suspensa por agredir a mãe em 2015.

Quarta-feira à noite, o homem voltou a espancar a idosa. Foi detido e já está na cadeia. Tem problemas de alcoolismo e há poucos meses foi também apanhado por condução com taxa crime de álcool.

Segundo apurou o CM junto de fonte policial, a detenção desta semana ocorreu pelas 22h00, após os vizinhos, novamente alertados pelos gritos da vítima, terem chamado a PSP. O homem foi manietado, detido em flagrante e levado para a esquadra. A mãe, tal como em todas as ocasiões anteriores, recusou-se a apresentar queixa. E tentou desculpabilizar o filho.

Mas a violência doméstica é um crime público e a polícia e o Ministério Público vão prosseguir com o inquérito. O professor primário esteve quinta-feira em tribunal. Como estava com pena suspensa, foi conduzido à cadeia em preventiva.

O CM noticiou, em abril de 2015, a agressão que valeu ao homem a condenação do ano passado. A idosa ficou com hematomas no rosto e escoriações nos braços e pernas. O filho atirou-a para o hospital, mas a vítima disse que caiu das escadas. Outra filha acolheu-a. A mulher regressou depois ao convívio com Vítor, que foi dominado por quatro agentes da PSP.

Notícia Correio da Manhã