A Câmara Municipal de Sintra aprovou esta manhã, em reunião do seu executivo, o acordo para a construção do novo hospital de Sintra localizado junto ao bairro da Cavaleira no Algueirão.

Todos os vereadores votaram a favor, com excepção de Pedro Ventura, da CDU, que votou contra por não concordar com o modelo de financiamento. A CDU não concorda que a autarquia disponilize verbas neste projeto, defendo que essa responsabilidade deveria caber apenas à administração central.

O protocolo tem o acordo de Mário Centeno, ministro das Finanças, e do ministro da Saúde e deverá será confirmado na próxima sexta-feira em reunião extraordinária da Assembleia Municipal de Sintra.

O novo Hospital de Sintra vai implicar um investimento do município de 29,617 milhões de euros na “conceção e construção” e o Estado assuma 21,660 milhões com “aquisição e instalação do equipamento necessário ao seu funcionamento”

“Este acordo é a única forma de tornar realidade a criação de um novo hospital em Sintra, uma necessidade com mais de 20 anos”, disse à agência Lusa o presidente da autarquia, Basílio Horta.

Segundo o autarca, “a saúde financeira da autarquia de Sintra permite assumir este compromisso”, reforçando o papel da câmara “na melhoria das condições de vida de mais de 400 mil pessoas” do concelho.

O concurso para o projeto do novo hospital vai ser lançado este ano. “A conclusão da construção do Hospital de Proximidade de Sintra está prevista durante o mês de janeiro de 2021”, lê-se no acordo aprovado esta manhã.

Partilhar