Animal abandonado vítima de negligência e de maus-tratos

Gabinete Médico- Veterinário de Sintra, recolhe animal

162
Imagem | Facebook

Este animal, abandonado, vítima de negligência e de maus-tratos foi recolhido no dia 28 de fevereiro, dia de Carnaval, no Impasse de Belas, pelo Gabinete Médico- Veterinário de Sintra.

“O pobre animal foi recolhido pelo Gabinete Médico-Veterinário de Sintra nestas horríveis condições”, lamenta a União de Freguesia de Queluz e Belas, no facebook, pedindo “respeito, dignidade e humanidade”, pelos animais.

“Isto não são maus tratos a animais, segundo a Lei em vigor, que apenas abrange animais de estimação”, escreve a propósito o Movimento Movido a 4 patas que também denuncia a situação, chamando a atenção para uma petição, que reclama “melhoramento e maior abrangência da Lei de Maus Tratos a Animais”, já que a atual, “apesar de vir criminalizar, [Lei n.º69/2014] é ainda insuficiente e pouco abrangente”.

Entretanto, segundo apurou o SINTRA NOTÍCIAS, o animal em causa terá escapado de uma espécie de “cercado” onde normalmente se encontrava, ocupando uma zona residencial, situação que terá motivado a denúncia de moradores e a intervenção dos serviços municipais.

Recorde-se que no caso de abandono, a lei determina que, “quem, tendo o dever de guardar, vigiar ou assistir animal de companhia, o abandonar, pondo desse modo em perigo a sua alimentação e a prestação de cuidados que lhe são devidos, é punido com pena de prisão até seis meses ou com pena de multa até 60 dias”.

Em jeito de alerta, a União de Freguesias de Queluz e Belas apela aos “fregueses que têm animais, que os tratem com respeito, dignidade e humanidade!”.

Partilhar